Confira algumas tendências globais do varejo online para 2014

Em um ano em que a economia global expandiu em um ritmo mais lento do que muitos esperavam, os varejistas de todo o mundo continuaram a ver suas vendas crescerem consideravelmente na internet. As estimativas sugerem que no mundo, o setor de e-commerce irá gerar $1.2 trilhões de dólares em vendas até o final deste ano, impulsionado em grande parte pelo rápido crescimento na Ásia e pelas mudanças dos hábitos de compras em todo o globo.

Ao longo dos próximos 12 meses, espera-se que as vendas globais no e-commerce ultrapassem os $1.4 trilhões de dólares pela primeira vez, à medida que mais consumidores utilizam dispositivos móveis e tablets para comprar. No entanto, o ano de 2014 não será um ano para os varejistas ficarem acomodados. Os clientes estão à procura de uma experiência de compra mais pessoal e rica, e os varejistas devem reavaliar como e o que eles vendem se quiserem prosperar.

Segue abaixo cinco principais previsões de tendências para o varejo online em 2014:

1. Compras com conteúdo reinarão

As linhas entre entretenimento e compras estão se aproximando cada vez mais e em 2014 nós veremos mais varejistas oferecerem aos consumidores uma experiência de compra mais rica e focada em conteúdo. Para atrair o consumidor, os varejistas mais experientes estão investindo mais em conteúdo multimídia do que em publicidade. Os varejistas reconhecem que os consumidores não estão mais satisfeitos pelo modelo ‘vending machine’ da ultima década; eles querem ser entretidos e informados à medida que navegam pela web e tomam decisões de compra.

2. As mídias sociais vão orientar o estoque dos varejistas

O poder das redes sociais em influenciar o que as pessoas compram é amplamente reconhecido e em 2014 também irá influenciar o que os lojistas vendem. O rápido crescimento de comunidades de curadoria, como o Pinterest, onde os consumidores catalogam suas próprias coleções de produtos preferidos, oferece aos varejistas acesso a insights valiosos quase que em tempo real, algo com o qual tradicionais pesquisas de mercado simplesmente não podem competir. Varejistas experientes utilizam comunidades de social shopping para verificar a temperatura de tendências de produtos populares e utilizam este conhecimento para definir e aperfeiçoar as decisões de estocagem.

3. Omni-channel vai exigir criação de perfil mais abrangente ao cliente

Os varejistas entendem que os consumidores muitas vezes o alcançam por meio de múltiplos canais, mas o que acontece realmente ao longo desta jornada pode ser um mistério. Em um determinado dia, um cliente pode interagir com uma marca em vários dispositivos e através de múltiplas plataformas, desde navegação em dispositivo móvel pela manhã, na hora do almoço fazendo compras no laptop do trabalho ou curtindo um produto no feed de noticias de uma rede social no final do dia. Em 2014, uma prioridade para os varejistas será unir os pontos entre esses canais para que um perfil mais abrangente ao cliente possa ser desenvolvido. Insights acumulados ao analisar a jornada de compra dos consumidores ajudarão os varejistas a alinhar os canais nos quais eles vendem e a personalizar a experiência de compra, ajudando a aumentar seu resultado final.

4. Hipersegmentação levará a personalização online para as lojas físicas

O antigo sonho de ser capaz de atingir os consumidores em tempo real, com ofertas personalizadas, relevantes e baseadas em localização deu um grande passo à frente em 2013 com o lançamento do iBeacon da Apple, que permite um rastreamento preciso e de baixo custo no interior de lojas. Há muito entusiasmo com a perspectiva de hipersegmentar os consumidores em movimento e em 2014 os varejistas vão começar a tomar essa proposição mais a sério. Nós esperamos ver uma série de ensaios de alto nível da tecnologia de hipersegmentação enquanto os varejistas lutam para entregar uma experiência altamente personalizada que os compradores esperam online, agora em lojas físicas.

5. Customização em massa tornará os produtos mais pessoais

Os consumidores de hoje não querem apenas produtos comuns, eles querem algo que seja único e reflita sua personalidade. Os varejistas entendem isso e nós estamos vendo mais empresas oferecendo produtos personalizados, desde gravuras customizadas à habilidade de selecionar cor do zíper ou bolso com antecedência. Como esta tendência ganha força em 2014, há uma grande oportunidade para pequenas e médias empresas para esculpir um nicho de mercado contra os varejistas maiores, enquanto adicionam valor a produtos existentes através da customização. Além disso, o conceito de customização deve se estender para o produto em si; os varejistas precisam ver como eles podem oferecer uma experiência de compra online mais customizada utilizando impressões obtidas em perfis de clientes.

Agora que você já conhece as principais tendências do varejo online para 2014, comece o ano abrindo sua loja virtual e venda seus produtos para todo o Brasil, 24hrs por dia! Conheça nossa Plataforma E-commerce, entre em contato conosco e solicite seu orçamento! AQUI 

Tags :

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top